Segurança!!!

Eu não tenho formação nenhuma em segurança pública, leis ou estatísticas mas levanto esta questão aqui no blog principalmente para nós refletirmos. O assunto é sério e bem diferente dos que costumo postar por aqui.

No meu último post apresentei Katy e falei sobre qualidade de vida e outras coisas do dia a dia. Algumas pessoas questionaram a seguinte frase do texto em que o assunto era sobre a segurança das crianças “Confesso que eu estou me tornando mais neurótica e paranóica com estas questões ultimamente.” Quem me conhece sabe que eu sou bem preocupada com essa questão mas sempre criei meus filhos com uma certa autonomia. No Brasil eu sempre confiei em babá para olhá-los enquanto eu trabalhava, no clube os meus filhos tinham certa liberdade, afinal tinha muitas câmeras e só entram sócios e funcionários e banheiros exclusivo para criança ou da família. Deixava eles irem para a escola no transporte escolar particular, o mais velho de 7 anos já estava indo em festinhas de aniversário de amigos sozinho e outras coisas mais. Muitas mães não relaxariam metade desta lista. Não confiam ou ficam muito preocupadas.

ursinho

Aqui nos EUA também tem violência, pouca, mas tem. Como a incidência é menor eu achei que ficaria mais tranquila. Não foi o que aconteceu pois a todo instante eu recebo dicas, avisos, alertas sobre segurança. Você vai em um evento da escola e tudo tão intensamente policiado e tão vazio que você fica questionando “Está perigoso?” “Onde?” . Outra situação, você só entra na escola após identificação com foto. Pais ou visitantes. Chegou atrasado e não conseguiu pegar seu filho no “drive-thru” ( o carro tem uma placa com o número da criança), a criança aguarda na recepção, seu filho te vê, te chama de mãe mas só liberam após a identificação, mesmo que os professores te conheçam. Estão errados? Não, segurança primeiro!

Assim que adquiri o meu número de celular recebo uns alertas Amber, pois o último dono cadastrou para receber. Perguntei para o meu marido o que seria pois vem com número de placa de carro. Ele me explicou, já sabendo que isso me deixaria muito mais preocupada. Muito triste, pois são alertas de crianças raptadas e as placas de carro são possíveis suspeitos e Amber é o nome de uma garotinha sequestrada e morta.

cadeira

Recebi no grupo do facebook que participo a indicação de um site sobre alertas. Chama Alert ID. O nome do site é alertid.com Entrei no site e me cadastrei, coloquei meu endereço para alertas sobre incidentes na região, pesquisei se tem morando perto da nossa casa com “sex offender registry”. Pelo menos registrado não tem nenhum. E recebo por email incidentes que acontecem na região de Cinco Ranch. Parece loucura ficar se informando sobre as coisas mas eu estou em um lugar novo e não conheço nada e nem ninguém. Estranho seria se não me informasse.

Recebi semana passada um email do departamento de polícia alertando a comunidade sobre um incidente. Dois homens em um chevrolet 4 portas verde e velho, com capuz tentaram pegar um estudante junior high ( menor que 14 anos) na comunidade Cinco Ranch. Era de manhã, em torno de 6:45 hs. Que bom que foi um alerta e não mais um Amber.

 

Como-se-Previnir-Contra-Sequestro-FOTO-400x300

Vizinhos quando percebem movimentação suspeita na vizinhança, não hesitam, chamam polícia mesmo. Bom conhecer seus vizinhos. Geralmente apartamentos são mais arrombados e roubados que casas pois ninguém se conhece e não é tão comum o alarme de segurança. Conheci uma brasileira na aula de conversação que ficará por aqui por 3 meses, seu apartamento foi arrombado. Ela deu até uma desanimada em ficar aqui definitivo. Ela não mora em Katy e conheço outra família brasileira que também teve seu apartamento arrombado. Na minha escola de inglês teve um carro com vidro quebrado e roubado. A professora orientou os alunos a não deixarem suas coisas visíveis. Outra dica em Outlet, para não ficar carregando muitas sacolas, é levar as compras para o carro e trocar o carro de posição no estacionamento para não ter o carro arrombado, muito comum em Miami.

Diante tantos alertas pois é uma sociedade que investe muito em ações preventivas , o que você nem estaria pensando naquele momento acaba se tornando uma preocupação pois acontecem coisas realmente. E acaba questionando?! Será que estou muito relaxada?! Então, após refletir, optei por exagerar, mais seguro e com menos riscos. As mães exageradamente preocupadas ganham um apelido  “helicopter mom” . Ok! Sobrevivo!

Enfim, moro em uma região com baixíssima criminalidade. Que bom!!

 

 

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Segurança!!!

  1. Amiga, que bom que está tomando as devidas precauções. Desculpe se fui mal interpretada no comentário do outro post… É que realmente acreditava que viver nos EUA seria mais light nesse sentido, que poderia mesmo deixar meus filhos andarem sozinhos na rua como fazíamos aqui em BH há muitos anos atrás. Eu desanimo mesmo de morar fora depois de saber disso, pq deixar meus filhos soltos era um ponto fortíssimo para influenciar minha decisão de morar fora. Beijão a todos e se cuidem!!!!

    • Oi amiga, eu também tinha essa ilusão até que minha vizinha me explicou que o filho dela, da idade do Henrique, só ía de bicicleta até a esquina e voltava. Essa época de ficar solto na rua igual a gente ficava dava muito problema também Juju. Cada um tem uma historinha ou que passou, ou com um amigo ou vizinho para contar, uma saia justa. Não desista por causa disso, “vigiar” os filhos é muito bom!!! A gente participa mais da infância deles, e faz parte do nosso trabalho!! Bjs

  2. Aqui em Canton, Michigan mesmo estando próxima (30minutos) de Detroit, que é uma das regiões mais violentas dos EUA, estou me sentindo bem segura se comparada a SPaulo no Brasil. A liberdade que tenho aqui é muito maior do que em São Paulo, mas é claro que temos que estar atentas, ainda mais quando se tem filhos. É sempre prudente observar a movimentacao das pessoas na região em que você esta, trancar o carro, conhecer os seus vizinhos, precaução nunca é demais, independente do local em que você more. Onde me sinto mais segura?
    Sem sombra de dúvidas aqui nos EUA.
    Sempre quando vejo os noticiarios do Brasil fico espantada com a quantidade e a brutalidade das ocorrencias no nosso país, é triste, é lamentável. E a impunidade? Acho que a grande diferença é que aqui policia funciona, o bandido tem medo da policia daqui, pois ele sabe que se ele for pego ele estará em maus lençóis.
    Acho que é isso.
    Continue com o blog, estou seguindo!
    Abracos
    JU

    • Oi Juliana, eu também me sinto mais segura nas ruas daqui dos EUA, acredito que seja um consenso. Não acompanhava os noticiários no Brasil e aqui nada. Vejo o que está acontecendo pelo facebook e mais online. Vergonha, né? Nunca fui muito de TV. Conheci seu blog, muito bacana!! Continuarei acompanhando. Abraços

  3. Na verdade a preocupação com a segurança é comum em todos os Estados Unidos. O cuidado e o respeito que se tem com animais, deficientes, crianças e idosos é uma coisa que impressiona. Realmente é admirável! A rotina de entregar e buscar seus filhos na escola é muito controlada, há muito policiamento, voluntários e controle em horário escolar, assim como você já relatou em uma de suas postagens.
    Sabemos que violência tem em qualquer lugar do mundo, mas enquanto morei na Flórida me sentia muito segura, sem ter como comparar com os tempos que vivi no Rio de Janeiro e em Florianópolis. Nos Eua ocorre um outro nível de violência e quando ocorre é muito divulgado e há alertas por toda a parte. Daí penso que há a impressão de que é maior do que realmente é!
    Abraços,

    Martha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s